Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘entradas’ Category

Eu sou uma apaixonada por cremes e sopas. Para mim, entra na categoria de comidinhas que trazem um aconchego. E como semana passada fez um friozinho aqui em São Paulo, o Ri preparou um creme de abóbora com gengibre, que faz parte do menu do Horta Café e Bistrô do nosso amigo e chef Gustavo Brusca.

Vale muito a pena conhecer o Horta para experimentar este e outros pratos gourmets por um precinho super camarada!

Usamos:

Meia abóbora japonesa cortada em cubos;

1 cebola roxa (porque era a que tinha em casa, rs);

3 dentes de alho;

1 pedacinho – inho mesmo – de gengibre fatiado (os melhores são os que tem a casca bem lisa e fina);

1,5 litro de caldo de legumes;

Azeite, sal e pimenta a gosto.

Refogue a cebola e o alho no azeite e junte os cubos da abóbora. Deixe cozinhar um pouco e adicione o caldo de legumes e o gengibre. Depois de mais ou menos 20 minutos, retire do fogo e bata no liquidificador todos os ingredientes. Volte para a panela para manter aquecido e corrija o sal e a pimenta.

Para acompanhar, o Ri fez torradas com azeite e alecrim.

Taken with instagr.am

Volta frio.

Horta Café e Bistrô: Rua Costa Carvalho, 159 – Pinheiros. Tel: (11) 3031-5997.

Ah, é pertinho da Brigadeiro doceria, que a gente indicou aqui!

Anúncios

Read Full Post »

Mais um post da série COMIDAS DE BOTECO. O petisco foi criado pelo chef Rodrigo Oliveira, do restaurante Mocotó. Ainda não conhecemos o local porque é na Vila Medeiros, um tantinho longe de casa. Mas com certeza iremos visitar: além de servir comida nordestina, que eu amo, os preços são bem camaradas!

A história de como o Ricardo deu de cara com esta receita é engraçada. Ele foi forrar o banheiro (lavandeira) da Clo e do Torresmo com o jornal, abriu bem no caderno de Gastronomia e deu de cara com a foto dos dadinhos bem arrumadinhos com um molho de pimenta agridoce. Assim, rapidamente, a folha deixou de virar privada e foi direto para o nosso caderno!

Bom, chega desse assunto para vocês não ficarem com nojinho e vamos ao passo a passo:

 

250 gramas de Tapioca granulada

250 gramas de queijo coalho ralado

500 ml de leite

Sal  à gosto

Pimenta do reino moída na hora à gosto

 

Misture a tapioca com o queijo coalho já ralado e coloque um pouco de sal  (a quantidade de sal vai depender do queijo). A pimenta entra na mistura se for do seu gosto (a receita original leva pimenta branca).  Despeje o leite bem quente na mistura e mexa sem parar evitando que se forme grumos na “massa”.

Forre uma forma com filme plástico e despeje a tudo utilizando uma espátula. Deixei a mistura com 2 a 3 cms de altura. Espere esfriar,  cubra também com filme plástico, leve à geladeira e deixe por pelo menos3  horas. Após esse tempo, a “massa” estará bem firme. Retire o filme e corte em pequenos quadradinhos. Frite-os em óleo bem quente e escorra em papel toalha.

Fácil, né?!

Para quem se animar em conhecer mais da comida do chef Rodrigo Oliveira, passa em casa que a gente aceita a carona. 😉

Av. Nossa Senhora do Loreto, 1100 – Vila Medeiros. Tel (11) 2951-3056

Read Full Post »

Na semana passada o Igor teve a ideia de comer comidas de boteco em casa, acompanhado de uma gigantesca seleção de cervejas (Denise is in the house). As bebidas são assunto para outro post, hoje vamos começar com um dos petiscos servidos na noite (sim, porque foram muitos – Márcia is in the house too – então vamos postar aos poucos).

Iscas de frango com molho tártaro é item obrigatório em qualquer barzinho que se preze. Eu particularmente gosto muito deste prato do Restaurante Maria Lima (já citado em outro post #bairrista), principalmente do molho, já que peito de frango fatiado e empanado não é uma receita difícil, né? E nem o molho na verdade, mas fiz até que uma pesquisa razoável para chegar na receita campeã. Não tem um foto oficial porque a noite estava agitada sabecomé, mas tem num quadradinho da foto que eu postei no instagram:

Casuarina+isca de frango+cerveja=noite ótima com amigos

Para o frango:

Uns filés temperados e fatiados em tiras;

Um ovo ligeiramente batido;

Farinha de trigo;

Farinha de rosca (a gente gosta de torrar o pão e triturar ou de Panko, que você encontra na Liberdade).

Passe as tiras de frango no trigo, depois no ovo e por último na farinha de pão.

Frite em óleo quente.

Para o molho:

Picles picado (pepino, cenoura e couve-flor, usei da marca Hemmer);

Umas boas colheradas de maionese;

Uma colherinha de mostarda dijon;

Uma colherinha de molho inglês;

Cebolinha picada bem fininha a gosto.

Mistura tudo e pronto! Cuidado para não colocar muita mostarda, senão rouba todo o gosto.

Gostinho de Vila Madalena sem sair de casa! ; )

 

Read Full Post »

Sempre fui muito ligado em massas desde a época do colégio – de todos os gêneros, principalmente salgados assados.  Dentre eles, a empanada. E isso se confirmou quando eu e a Márcia fomos pela primeira vez à Buenos Aires.

Procuramos provar empanadas de vários lugares e confesso que realmente foi um dos grandes prazeres da nossa viagem.

Assim que voltamos, tentamos reproduzir algumas receitas e depois de algum tempo achamos uma bem próxima da que julgamos a verdadeira empanada argentina e que mais agradou nosso paladar.

Quer testar? Aqui vão as dicas:

Para a massa:

– 1 kg de farinha de trigo;

– 200 g de margarina sem sal em temperatura ambiente;

– 1 pitada de sal;

– 240 ml de água morna ou o quanto baste;

– farinha de trigo para polvilhar.

Para o recheio:

Aqui podemos brincar com vários sabores, mas fizemos a tradicional de carne.  Como gostamos de sabores picantes, adicionamos pimenta calabresa e pimenta do reino. Dica importante: para a massa não desmanchar na sua mão na hora de fechar, o recheio deve estar frio e não soltar muita água. Teste sua criatividade!

Passo a passo:

Para a massa, primeiro misture a farinha com o sal, faça um buraco no meio da farinha, disponha a margarina no centro e vá misturando e adicionando a água morna aos poucos.

Trabalhe bem a massa até que dê o ponto, macia e desgrudando dos dedos.

Envolva a massa em pano de prato úmido e deixe descansar por uma hora.

Abra a massa em discos, em superfície polvilhada com farinha até ficar lisa e com espessura de 2 mm e 15 cm de diâmetro.

Está pronto para receber o recheio!!

Para fechar, umedeça a borda do disco com água e faça uma “bainha”, pressionando com os dedos de modo que as bordas se unam e fiquem entrelaçadas.

Em assadeira untada e enfarinhada, disponha as empanadas e pincele com gema de ovo batida por cima.

Asse em forno bem quente (250°C) por cerca de 10 minutos, ou até que fiquem douradas.

A receita rende uma boa quantidade – cerca de 30 empanadas. Por isso, receba os amigos, coloque pra gelar a bebida de sua preferência e desfrute de um delicioso petisco portenho.

Read Full Post »

Um dia desses fui fazer uns dos meus risotos preferidos, de aspargos e presunto cru. Como a gente sempre compra um pouco a mais do que vai na receita, resolvi usar esses ingredientes para fazer uma entrada que tem num dos meus livros, acho que do Jamie Oliver

Fácil, fácil:

Corte o talo do aspargo e enrole em cada um uma fatia de presunto de Parma, de modo que ela fique firme. Aqueça bem uma frigideira anti-aderente ou uma chapa e coloque-os para grelhar. Vá acompanhando sem deixar queimar e vire para que o aspargos fique cozido por dentro e o presunto crocante.
Sirva imediatamente.

O nutricionista recomenda aspargos na dieta, já o presunto cru…

Boa semana a todos!

Read Full Post »

Já que hoje é sexta-feira e no Happy Hour de hoje (aqui) entrou uma caipirinha, vou postar uma receita muuuiiito boa de petisco: bolinho de siri!

Pedi para o Ricardo fazer depois de ver uma receita do chef Chuck Hugues (já assistiram Receitas de Chuck no canal GNT?).

Para quem gosta de frutos do mar é uma ótima pedida, para quem gosta de frutos do mar e é alérgico a camarão (eu!), se joga.

Ingredientes

675 g de carne de siri sem casca
16 biscoitos tipo bolacha de água e sal bem triturados
1 colher de chá de maionese (5 ml)
1 colher de sopa de cebolinha bem picada (15 ml)
1 colher de chá de mostarda Dijon (5 ml)
Raspas de 1 limão
1 ovo
2 colheres de sopa de azeite (30 ml)
Sal e pimenta recém-moída

Modo de preparo

Pré-aqueça o forno a 180°C.

Em uma vasilha grande, misture bem todos os ingredientes, exceto o azeite que vai ser usado para fritar. Faça bolinhos com as palmas das mãos leve a uma frigideira grande com o azeite numa temperatura média-alta, fritando os bolinhos aos poucos, em torno de dois minutos de cada lado. Coloque numa assadeira forrada de papel manteiga e leve a assadeira ao forno por 10 minutos.

O Ri fez com um pacote de carne de siri que vem 400g, o mais comum de ser encontrado nos mercados da vida. Então vale fazer uma regrinha de três para saber a quantidade dos ingredientes restantes, que foi o que fizemos.

Servimos com molho de maionese misturado com Tabasco verde e cebolinha. Divino.

Read Full Post »

Sabe aquelas beiradas de pão de forma que você sempre descarta por não saber o que fazer com elas?

Então, darei uma dica de como aproveitá-las tornando sua salada mais gostosa e até saudável.

Pegue as fatias e corte em pequenas tiras e depois em cubinhos. Coloque tudo em um saquinho plástico limpo, regue com azeite, pouco sal e, para quem gosta, acrescente um dente de alho com casca e sem as pontas para dar aroma.

Feche o saquinho e chacoalhe bastante: os pequenos pedaços ficarão molhados com o azeite e com um leve toque de alho e sal.

Despeje em uma assadeira e leve ao forno pré-aquecido.Vá acompanhando até que eles fiquem sequinhos e crocantes.

Retire do forno até que esfriem e pronto!  Os croutons já estão no ponto para acompanhar uma salada de folhas com seu molho preferido ou um creme nos dias mais frios. Se você quiser armazenar, pode guardá-los em um recipiente bem tampado.

Para ficar mais saudável você pode usar pão integral ou pão de linhaça.

Dura uns 15 dias bem armazenado.

Read Full Post »